Novo A visão musical Ver maior

A visão musical

Novo

           Na eternidade passada já havia música, pois o texto em Jó 38:7, diz: “... as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam...”. A música faz parte do plano divino e, por meio das Escrituras, descobrimos qual o propósito da música e qual o padrão divino para que ela seja executada na Igreja.

            No Tabernáculo do Antigo Testamento, os levitas eram os responsáveis pela música na Casa de Deus. Eles eram descendentes de Levi, pessoas separadas para servir a Deus e responsáveis em realizar os serviços sacerdotais dentro do tabernáculo. Os levitas serviam exclusivamente ao Senhor dentro do templo, sendo que uma de suas tarefas era tocar e cantar louvores a Deus. Alguns levitas eram responsáveis pelos sacrifícios, outros pela portaria, outros pela limpeza, outros pela música e todos juntos auxiliavam o sacerdote em seu ministério.

            Ao chamarmos os cantores e músicos na Igreja de levitas, estamos constantemente rememorando a necessidade de consagração que tais irmãos têm, pois somente quem vive em comunhão com Deus torna-se sensível ao Espírito para receber a direção divina do que cantar e tocar. É assim que um levita torna-se um canal para liberar a presença divina no ambiente. Também o nome “levitas” faz-nos lembrar que os músicos, como qualquer outro membro do Corpo, não possuem um ministério individual e especial. O louvor e adoração tem a tarefa de auxiliar o ministério da Palavra, preparando os corações para receberem a Verdade.

            A música sempre esteve presente na obra de Deus. A música tem melodia, harmonia e ritmo e cada uma de suas partes trabalha de maneira diferente para cumprir o propósito de levar todos a adorarem e glorificarem ao Senhor. Todos os que cantam e tocam na Igreja devem conhecer A Visão Musical, a fim de servirem ao Senhor como Ele deseja e serem aprovados em seus ministérios.

Mais detalhes

R$ 20,00

Mais informações

CAPÍTULOS: A música na Bíblia; Os dons e os ministérios; O modelo divino; Os elementos da música e os sons; A verdadeira adoração; O carisma vem do caráter; Louvar a sós em casa; A prática do louvor.
TAMANHO :14X21
PÁGINAS: 40

Comentários

Escrever uma avaliação

A visão musical

A visão musical

           Na eternidade passada já havia música, pois o texto em Jó 38:7, diz: “... as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam...”. A música faz parte do plano divino e, por meio das Escrituras, descobrimos qual o propósito da música e qual o padrão divino para que ela seja executada na Igreja.

            No Tabernáculo do Antigo Testamento, os levitas eram os responsáveis pela música na Casa de Deus. Eles eram descendentes de Levi, pessoas separadas para servir a Deus e responsáveis em realizar os serviços sacerdotais dentro do tabernáculo. Os levitas serviam exclusivamente ao Senhor dentro do templo, sendo que uma de suas tarefas era tocar e cantar louvores a Deus. Alguns levitas eram responsáveis pelos sacrifícios, outros pela portaria, outros pela limpeza, outros pela música e todos juntos auxiliavam o sacerdote em seu ministério.

            Ao chamarmos os cantores e músicos na Igreja de levitas, estamos constantemente rememorando a necessidade de consagração que tais irmãos têm, pois somente quem vive em comunhão com Deus torna-se sensível ao Espírito para receber a direção divina do que cantar e tocar. É assim que um levita torna-se um canal para liberar a presença divina no ambiente. Também o nome “levitas” faz-nos lembrar que os músicos, como qualquer outro membro do Corpo, não possuem um ministério individual e especial. O louvor e adoração tem a tarefa de auxiliar o ministério da Palavra, preparando os corações para receberem a Verdade.

            A música sempre esteve presente na obra de Deus. A música tem melodia, harmonia e ritmo e cada uma de suas partes trabalha de maneira diferente para cumprir o propósito de levar todos a adorarem e glorificarem ao Senhor. Todos os que cantam e tocam na Igreja devem conhecer A Visão Musical, a fim de servirem ao Senhor como Ele deseja e serem aprovados em seus ministérios.

Escrever uma avaliação

30 outras opções